Por que o USCIS solicita extratos de dívidas (debt statements) e relatórios de crédito (credit reports)?

[Read this Post in English]

A autossuficiência e a estabilidade financeira são o foco principal do Formulário I-944 do USCIS e da fiança de imigração (immigration bond) de US$ 8100. Quando alguém é auto-suficiente, os oficiais do USCIS provavelmente não solicitarão a fiança de imigração I-945.

Se tivesse que ser decomposto, o relatório de crédito indica todas as dívidas que alguém possui nos Estados Unidos, enquanto os extratos de dívidas indicam obrigações financeiras atualizadas e pagamentos mensais.

Deve-se observar que os Relatórios de Crédito não estão atualizados e geralmente estão alguns meses desatualizados. Além disso, as agências de relatórios de crédito (Equifax, Experian e TransUnion) quase nunca são consistentes entre si no histórico e na pontuação de crédito. Assim, o principal objetivo do Relatório de Crédito é que o oficial do USCIS saiba quais extratos de dívida procurar.

Os oficiais do USCIS, antes de 15 de outubro de 2019, costumavam determinar a “estabilidade financeira” com base no que alguém ganhava ou em qual era sua renda bruta ajustada (adjusted gross income) na declaração de imposto de renda federal (federal tax return). No entanto, esta avaliação estava carente. Alguém poderia ter uma renda bruta ajustada de US$ 40.000 por ano, mas pagar US$ 2.000 mensais pelo empréstimo estudantil, deixando os US$ 1300 restantes de um salário mensal de US$ 3300 para pagar por acomodação e alimentação. A dívida das pessoas e seus pagamentos podem fazer com que alguém caia no nível de pobreza, que é o que o novo formulário I-944 está buscando avaliar.

A falta de documentação adequada, como o relatório de crédito e os extratos de dívidas, pode resultar em um oficial do USCIS solicitando uma fiança de US$ 8100.

 

 

Isenção de responsabilidade: este blog é disponibilizado pelo advogado ou editor desse escritório de advocacia apenas para fins educacionais, bem como para fornecer informações gerais e uma compreensão geral da lei, e não para fornecer aconselhamento jurídico específico. Ao usar este site, você entende que não há relacionamento advogado-cliente entre você e o editor do Site / Blog. O Blog não deve ser usado como um substituto para aconselhamento jurídico competente de um advogado profissional licenciado em seu estado.


Leave a Comment